– A HISTÓRIA

A transferência para a majestosa sede própria atual deu-se há 15 anos atrás graças à doação de um admirador holandês, Eric Loeff, que destinou parte da sua fortuna de cerca de 10 milhões de dólares à construção de uma estrutura física condigna com a importante função social do CEPARH. O prédio de quatro andares foi projetado para atender cerca de 300 clientes por dia como day hospital, possuindo serviços de laboratório, anatomia patológica, centro cirúrgico, ambulatórios, enfermarias, apartamentos, serviço de mastologia com mamografia, ultra-sonografia, densitometria óssea, além de uma farmácia de manipulação que é a única no país que fabrica implantes hormonais sob medida.

O pioneirismo do CEPARH foi reconhecido pela Prefeitura de Salvador, que financiou a aquisição de um veículo que pudesse levar o planejamento familiar à periferia da cidade. O CEPARH móvel atende a este objetivo, visitando os bairros mais distantes da clínica na Federação, levando a educação e a assistência àqueles que dificilmente se deslocariam em busca de ajuda.Indiretamente o CEPARH de Salvador e a sua unidade da cidade de Feira de Santana, dirigido pelo Dr. Marcelo Esteve, deverão ter contribuído para desacelerar o crescimento da população em todo o estado, através da promoção do uso dos anticoncepcionais, impedindo bem mais do que um milhão de concepções.

Apesar da redução na velocidade do crescimento populacional de Salvador, proporcionado pela prática do planejamento familiar, a cidade se mantém como a terceira mais populosa do Brasil com 2,5 milhões de habitantes, porém não se apresenta como a 3a mais violenta. Mais violentas do que Salvador estão as mais populosas Rio de Janeiro e São Paulo, e as menos populosas como Recife, Vitória, Belo Horizonte e Brasília.